quarta-feira, 3 de junho de 2009

Casamento, vestido de noiva e tudo o que eu (acho que) tenho direito.

Tenho estado sonhadora ultimamente. Pensando em casar, ter uns dois filhos.

Ultimamente, que eu digo, há alguns meses.

Mas não só casar. Quero um vestido de noiva, uma cerimônia emocionante e uma festa bonita.

Engraçado? Muito. Principalmente para mim que acho que me conheço há bastante tempo. Pensei, a vida inteira que não queria isso. Que dispensava a cerimônia e que jamais faria questão de uma festa “já que é tudo tão dispendioso e na hora do vamos ver o que importa é a casa onde o casal vai residir e a compreensão mútua do dia-a-dia que faz aquele casal se manter casal”, esse era o meu discurso.

Da primeira vez em que casei (sim, já tive um marido), não tive que pensar muito a respeito. Justamente por ser a primeira vez. Achei importante para a minha família ter uma cerimônia. Não quis igreja, mas foi a única decisão na qual finquei o pé, porque, para todo o resto, me dispus a uma maleabilidade completamente inusitada, em se tratando de mim.

Sem falar que o noivo era, e até hoje é uma pessoa que, de tão maravilhosa, jamais se oporia a algo que fosse fazer bem a uma pessoa amada.

Foi um momento bonito. Cercado de tensões, mas muito bonito.

Hoje as coisas acontecem de uma forma mais pragmática. Muito característica do moço em questão, inclusive (ele não poderia ser perfeito). Mas, não sei se pela minha idade mental (chega um momento em que você quer coisas, definitivamente quer), ou pela situação e a forma como ela se desenvolveu, eu quero ser uma noiva feliz. Quero ter esse “marco” de vida nova. Esquecer os erros cometidos e os sofrimentos passados e viver “feliz para sempre”.

Viver noivinha, mulherzinha, mãezinha (pelo menos em boa parte do tempo).

Um dia ouvi de uma amiga que quando você se casa, “se entrega como um presente, um presente precioso”. Na hora achei graça (e meio brega também) porque nunca pensei em mim como um presente. Mas quando penso no que lutei para viver o que vivo hoje, no quanto chorei, estudei, viajei, no quanto me esforcei para ser quem sou e no quanto quero bem, tenho vontade até de me embrulhar e com um laço de fita bem grande.

Você não?

5 Comments:

Blogger b arrais said...

eu? nem!
mas tu eu acho que fica bonita até mesmo embrulhada e com um laço de fita bem grande!

6/04/2009 1:54 AM  
Anonymous Aline said...

Se eu fosse me embrulhar, tinha qe ser num papel de pepino bem grande.
Porque é isso que Juliano vai levar de presente quando a gente casar! :p

6/04/2009 9:05 PM  
Blogger GK. said...

Eita, Bru...Amigo é pra essas coisas, né? Adooooro elogio. :)

Alice, todo mundo é meio pepino, meio mamão e meio pêssego. É a vida. :)

6/05/2009 12:24 AM  
Blogger Marcela Pontual said...

Eu ja to no processo de embrulhamento. Feliz da vida com essa ansia gostosa do dia que ta demorando pra chegar.

6/08/2009 8:28 AM  
Blogger GK. said...

:)

Eita que vai ser bonito...

Tô no bolão da loteria, quem sabe?

6/08/2009 8:34 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home