sexta-feira, 16 de outubro de 2009

...

Lavar o rosto, passar corretivo nas olheiras provocadas pela contração de todos os músculos da face de uma vez só.

Procurar ver o lado melhor das coisas e retocar o batom.

Passar a mão no cabelo e pensar que outras pessoas fariam isso, se você gritasse por socorro.

Continuar olhando fixamente para a tela, e ter esperança.

Amar a sua vida, os seu projetos, os seus desejos.

E amando, correr atrás de tudo, de peito aberto.

Fazer bem a si mesma, e não fazer mal aos outros.

Melhor: fazer bem aos outros sem fazer mal a si mesma.

Ter uma amiga bonita pra desabafar.

Um vinho pra beber, uma música pra dançar.

Um carinho pra dar, um susto pra tomar.

Ter uma raiva, uma indignação momentânea, e concluir que você é melhor.

Dizer que não quer errar novamente e ouvir uma gargalhada - "você sempre vai errar, amiga, e ninguém morre disso".

Escrever, enviar, escrever, publicar.

Perder momentos da aula pra digitar os desabafos.

Ligar pedindo carona e ouvir: Eita, maravilha, a gente conversa no caminho.

Olhar para o lado e ouvir algo sobre a quantidade de coisas que você é capaz de fazer, pensar, ouvir, escrever, reclamar, galhofar e concluir durante tão curto espaço de tempo.

E amar ser você mesma.

3 Comments:

Anonymous d meira said...

:)
estamos aí, pro que der e vier.
baci, d.

10/16/2009 4:38 PM  
Blogger Aline said...

Vc é uma fofa, Gabis,
Adoro tuas ligações, eu já disse isso? :p
Não importa o motivo, é sempre bom ouvir tua voz.
Texto lindo, by the way.

10/19/2009 8:37 PM  
Blogger GK. said...

Dida, eu sei demais disso.

Alicinha, por isso que eu te ligo, é sempre uma injeção de ânimo e carinho.

10/21/2009 8:14 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home